Após reclamações do Vasco, Galiotte diz que não viu lances para dúvidas

07/11/2019 às 09h13 - CLUBE

Com uma atuação confusa de Rafael Traci, o Palmeiras venceu o Vasco por 2 a 1 na noite desta quarta-feira, pelo Campeonato Brasileiro. Indignado, o presidente Alexandre Campello reclamou intensamente da arbitragem, enquanto Maurício Galiotte tratou a atuação do juiz com naturalidade.

Entre suas reclamações, Campello citou o gol marcado por Luiz Adriano, a expulsão de Leandro Castan e também um suposto pênalti cometido por Thiago Santos. O presidente do Vasco prometeu ainda reclamar pessoalmente na sede da CBF já nesta quinta-feira.

“A tecnologia no futebol agrega, faz com que os resultados se tornem justos. Agora, lances polêmicos e interpretativos, sempre vão existir e as opiniões são distintas. O árbitro está lá para fazer o papel dele. Mas, hoje, sinceramente, não vi nenhum lance que pudesse levantar dúvidas”, disse Galiotte.

Os palmeirenses também encerraram a partida disputada em São Januário com reclamações sobre a arbitragem. Em sua entrevista, o técnico Mano Menezes citou falta de Danilo Barcelos sobre Dudu, lance que, na sua visão, deveria ter sido punido com cartão vermelho.

“Achei que o jogo parou demais em momentos em que poderíamos ter mais agilidade. Mas as informações que tenho são de que, tecnicamente, não houve nenhum erro grave. Acho que isso é o mais importante. Sempre fui um defensor do VAR e continuo sendo”, disse Galiotte.

Com 66 pontos, o Palmeiras ocupa o segundo lugar do Campeonato Brasileiro. O Flamengo, líder com 71, pega o Botafogo às 20 horas (de Brasília) desta quinta, no Engenhão. Pela 32ª rodada, o time alviverde encara o Corinthians às 19 horas de sábado, no Pacaembu.

Fonte: Gazeta Esportiva