Especulações e Saídas clique aqui

Obrigado, Eurico! Madureira ganhará reformas que seriam de São Januário

01/04/2006 às 23h37 - CLUBE

O presidente do Madureira, Elias Duba, comemora a escolha do estádio do clube (Aniceto Moscoso) como um dos que serão utilizados nos Jogos Pan-Americanos, em 2007.

Segundo ele, o prefeito César Maia bateu o martelo, e Carlos Arthur Nuzman, presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), confirmou.

\"As negociações começaram há quase um ano. Quando o Vasco saiu do projeto, eu entrei no circuito pedindo que o Madureira fosse um dos locais de competição, com o Olaria e com o Estádio Olímpico João Havelange (o Engenhão). Fazer parte de um evento internacional vai ser um orgulho para a gente\", disse o dirigente do Tricolor Suburbano.

Elias Duba está esperando apenas a confirmação do início das reformas das instalações do estádio, com capacidade para 10 mil pessoas, para poder procurar outro campo para treinos.

\"Sei que eles vão trocar os refletores, vão colocar cadeiras nas arquibancadas, reformar os vestiários e melhorar o gramado\".

Ele disse ainda que não terá dificuldades para encontrar um novo lugar para treinar.

\"Temos parceiros como o Bangu. Talvez o Vasco nos ceda o Vasco-Barra\", disse o presidente.

Inicialmente, o Comitê Organizador dos Jogos Pan-Americanos de 2007 (CO-Rio) planejava utilizar as instalações do complexo esportivo de São Januário como uma das sedes do evento. No entanto, o presidente do Vasco, Eurico Miranda, decidiu em setembro passado não ceder as dependências do estádio e nem do Vasco-Barra para as competições do Pan-2007.

Ao invés de pensar nos benefícios que o Pan-2007 traria para o clube, Eurico preferiu entrar em confronto com o COB e o CO-Rio. À época, o cartola vascaíno disse que o secretário-geral do CO-Rio, Carlos Roberto Osório, pertencia a um movimento de oposição do clube e que teria feito críticas públicas à sua administração. Eurico exigiu uma retratação pública do COB, o que, evidentemente, nunca ocorreu.

É lamentável que o Vasco deixe de participar de um evento de tamanha importância no cenário esportivo mundial, que poderia trazer benefícios concretos para o patrimônio e a imagem do clube, por causa de uma decisão pessoal do Sr. Eurico Miranda.

Fonte: O Dia / SUPERVASCO.COM