Seguranças divulgam carta de protesto contra os seis meses de atraso de salá

29/04/2009 às 01h24 - CLUBE

Desesperados com o atraso de seis meses de salário, seguranças do Vasco divulgaram ontem carta aberta tentando sensibilizar não só a diretoria, mas também a empresa Andrade Pires, que presta serviços patrimoniais ao clube.

Além do débito, que vem desde o mês de outubro, eles também souberam que, a partir do dia 20, a diária de segurança de patrimônio seria reduzida de R$ 70 para R$ 60 — por 12 horas de serviço —, além do valor pago aos seguranças de atletas, que era de R$ 120, cair para R$ 66.

A empresa alega que não recebeu o valor para repasse e o ex-vice José Mandarino diz que o valor já foi pago.

Fonte: O Dia