Tiago compara a "família Dorival" à "família Scolari"

25/04/2009 às 18h00 - CLUBE

Se a música fala em \"uma casa portuguesa, com certeza\", o Vasco versão 2009 pode ser chamado, com certeza, de uma família. Mesmo formado há cerca de quatro meses, o grupo tem na união um dos pilares para recolocar o clube na Série A do Campeonato Brasileiro.

De um ano turbulento, com mudança política na administração, várias mudanças de treinadores e um elenco que não encontrou o encaixe ideal, o Cruzmaltino vive o pior momento e também o mais importante de sua História calcado na esperança e na relação entre os atletas.

- Passado é passado. O que interessa é que esse ano são pessoas que se deram bem, não só dentro, mas fora de campo. Eu tenho amizade com dois ou três que vão à minha casa, outro tem dois ou três. E todos brincam com todos, não tem frescura, pode dividir que não é pessoal... Todos querem ganhar - destacou o goleiro Tiago.

E esse espírito família pode ser visto durante os treinamentos, nas brincadeiras, e também no discurso afinado, seja após as vitórias, seja após as derrotas. Assim, de desacreditado no início da temporada, as atuações no início do ano fizeram o time ser respeitado.

Esta evolução faz o goleiro do Vasco lembrar a trajetória de outra \"família\" que começou seu trabalho por baixo e terminou campeã com aclamação popular: a Seleção Brasileira vencedora da Copa do Mundo de 2002, sob o comando do técnico Luiz Felipe Scolari.

- Antes da Copa viam a Seleção com desconfiança e o começo deste ano foi assim conosco. Vamos esperar que o final também seja parecido - analisou o goleiro Tiago, ele próprio, um exemplo: começou 2009 como reserva, virou titular sob dúvidas e é titular absoluto.

Fonte: Globo Online