Especulações e Saídas clique aqui

Vasco gasta para ajudar Romário

13/01/2006 às 02h13 - FUTEBOL

O \"Projeto Romário\" virou motivo de orgulho no Vasco. O clube entrou na onda de ajudar o Baixinho a completar o milésimo gol em 2006. Mas o negócio está saindo caro. Transformar cada jogo-treino em amistoso está gerando um custo entre R$ 8 mil e R$ 10 mil aos cofres cruzmaltinos.

Nesta pré-temporada, o Vasco já fez dois amistosos para dar uma mãozinha a Romário. O Baixinho correspondeu e marcou três gols. Um contra o Duque de Caxias e mais dois contra o Rio Branco. Num calculo frio, pode-se dizer que cada gol custou uns R$ 6 mil ao Vasco até agora.

O supervisor Nilson Gonçalves explica que os gastos são com o trio de arbitragem, a contratação de um auxiliar médico, do almoço que o clube paga aos funcionários que trabalham no estádio durante a partida. Contra o Rio Branco, nesta quinta-feira, o Vasco mobilizou cerca de 40 pessoas. Não há receita já que os jogos são sem a cobrança de ingressos dos torcedores.

- O trio de arbitragem custa entre R$ 800 e R$ 1200 - explica Nilson.

Além disso, o Vasco dá uma força aos adversários. Geralmente paga, por exemplo, o aluguel do ônibus que traz o time até São Januário para a partida. O clube só não tem despesa com os uniformes oficiais. Eles estão dentro da cota dada pelo fornecedor de material esportivo para a temporada.

Para ter receita e compensar os gastos, o Vasco já marcou para junho um novo amistoso contra o Rio Branco. Ficará com parte da renda. Além disso, na excursão que programa para a América Central, os Estados Unidos e a Ásia, o clube pensa em cobrar cachê.

Nas próprias contas, Romário tem 944 gols na carreira. Faltariam 56 para alcançar o sonhado milésimo gol.

Fonte: GloboEsporte.com